Governança Corporativa

UMA HISTÓRIA DE PIONEIRISMO EM ÉTICA E TRANSPARÊNCIA.

UMA HISTÓRIA DE PIONEIRISMO EM ÉTICA E TRANSPARÊNCIA.

Governança Corporativa

A postura transparente e conduta ética direcionam a atuação do grupo Algar, e a governança corporativa é um valor básico e fundamental nas nossas empresas.

Desde 2010 somos membro do Latin American Companies Circle of Corporate Governance, iniciativa da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e da Corporação Financeira Internacional (IFC), do Banco Mundial, que reúne 13 empresas referência em adoção de boas práticas de governança corporativa na região.

Em 2015, um importante aperfeiçoamento de governança corporativa foi realizado no Grupo. Para fortalecer a gestão do portfólio de negócios, a Diretoria Executiva se dedicou a estudar melhores formas de avaliar a performance de cada empresa. A geração operacional de caixa – ou Ebitda – vinha sendo considerada o indicador mais adequado até então. Uma revisão de nossas práticas, porém, indicou que, como a nossa visão é de longo prazo, o conceito de lucro econômico nos proporcionaria maior clareza quanto à geração de valor. Por isso, adotamos essa métrica como referência.

Conheça nossa estrutura societária:

ESTRUTURA DE GOVERNANÇA

Conselho de Família

Fórum de discussão sobre os temas de interesse partilhados pelos acionistas, o Conselho de Família foi criado há mais de uma década. Cabe a ele assegurar que a administração seja profissional e transparente. Sua atuação está baseada na Constituição da Família Garcia, que define as funções dos membros da família em três esferas – Família, Proprietários e Trabalhadores. Cabe a esse Conselho desenvolver o Programa de Formação, promover a integração dos familiares e preservar o patrimônio comum.

Conselho de Administração

Com nove integrantes, eleitos anualmente, o Conselho possui seis membros independentes (dois terços), ou seja, sem vínculo com a Companhia ou a família controladora. Acreditamos que a presença de conselheiros independentes agrega objetividade e racionalidade às decisões que envolvam potenciais conflitos de interesses – por isso, mesmo sendo uma empresa de capital fechado, adotamos voluntariamente essa estrutura. Também voluntariamente, incluímos em nosso Estatuto a vedação do acúmulo de cargos executivos e no Conselho.

Seu funcionamento, responsabilidades e relacionamentos estão definidos no Regimento Interno, conforme recomendações do Código de Boas Práticas de Governança Corporativa (IBGC).

As reuniões ordinárias do Conselho ocorrem seis vezes ao ano, segundo um calendário estabelecido no Ciclo de planejamento e controle do grupo Algar, e extraordinariamente quando necessário. Anualmente, o órgão passa por avaliação, em três frentes: uma análise do Conselho enquanto colegiado, dos conselheiros individualmente e, especificamente, do presidente do conselho.

Composição do Conselho de Administração

Luiz Alberto Garcia
Presidente do Conselho

Aguinaldo Diniz Filho
Conselheiro independente

Marianna Garcia Malachias Andrade
Conselheira

Geraldo Sardinha Pinto Filho
Conselheiro independente

José Luciano Duarte Penido
Conselheiro

Nelson Pacheco Sirotsky
Conselheiro independente

Sergio Alair Barroso
Conselheiro independente

Silvio José Genesini Júnior
Conselheiro independente

Comitês de Assessoramento

O Conselho de Administração possui três comitês de assessoramento não deliberativos, formados por especialistas externos e conselheiros: Auditoria e Gestão de Riscos, Governança Corporativa e Talentos Humanos. Seu funcionamento, responsabilidades e relacionamento com Conselho, Diretoria e demais órgãos estão definidos no Regimento Interno.

Comitê de Auditoria e Gestão de Riscos

Tem a função de assegurar qualidade, integridade, transparência e credibilidade às Demonstrações Financeiras, além de efetividade aos processos de auditoria interna e externa, controles internos e cumprimento da legislação aplicável. É tarefa do comitê zelar por uma política adequada de riscos corporativos e operacionais. A área de auditoria interna e os auditores externos se reportam funcionalmente a este comitê e hierarquicamente ao Conselho de Administração.

Comitê de Talentos Humanos

Fundamentado em uma política de valorização dos Talentos Humanos, o comitê atua para garantir uma gestão estratégica dos talentos humanos e que seja percebida e valorizada pelos stakeholders como diferencial competitivo da Algar. Acompanha a formação o desenvolvimento de lideranças, a política de remuneração, o clima organizacional e o programa de sucessão gerencial.

Comitê de Governança Corporativa

Sua missão é monitorar o funcionamento e a efetividade do sistema de governança corporativa do Grupo, propondo as melhores práticas ou evoluções sempre que necessários, reforçando a visão de futuro dos acionistas e focando nas perspectivas de longo prazo.

Diretoria Corporativa

Responsável pelo controle das operações, pela liderança da execução estratégica e pela preservação da cultura, da marca e dos valores do Grupo, a diretoria conta com o presidente executivo (CEO), cinco Vice-Presidentes e dois diretores. Em consonância com as diretrizes do Conselho de Administração, está atento à busca pela eficiência, aos riscos corporativos, à promoção de sinergia entre as empresas, à formação de lideranças e à construção de relações institucionais. Reúne-se semanalmente, ou quando necessário, para definir assuntos corporativos.

Composição da Diretoria Corporativa

Luiz Alexandre Garcia
Presidente Executivo

Cícero Domingos Penha
Vice-Presidente corporativo de Talentos Humanos

Clau Sganzerla
Vice-Presidente corporativo de Estratégia e Inovação

Divino Sebastião de Souza
Vice-Presidente corporativo de Operações

Eliane Garcia Melgaço
Vice-Presidente corporativo de Governança e Marca

Fernanda Aparecida Santos
Diretora Jurídica

Marcelo Mafra Bicalho
Vice-Presidente corporativo de Finanças

Tatiane Panato
Diretora de Transformação

Auditoria Interna e Externa

As duas auditorias corporativas se reportam hierarquicamente ao Conselho de Administração, por meio do Comitê de Auditoria e Gestão de Riscos, e funcionalmente à holding, de modo a garantir autonomia e independência em relação às operações.

Auditoria interna: promove transparência e independência na avaliação dos riscos, controles internos, conformidade com regulamentações, normas, políticas internas e externas. Atua com base em um plano anual definido com o Conselho de Administração a partir dos principais riscos de negócio. Em caso de não conformidades identificadas, são elaborados e acompanhados planos de ação para as recomendações de auditoria. Em 2015, foram efetuadas 47 auditorias nas empresas do Grupo.

Auditoria externa: emite opinião sobre as demonstrações financeiras mediante auditoria conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais. Em 2014, a auditoria externa do grupo Algar foi substituída, seguindo a prática voluntária de rodízio, determinada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para as empresas de capital aberto. A Ernst & Young Auditores Independentes S.S. são os atuais auditores externos.

Código de Conduta

O Código de Conduta, criado em 1996, procura assegurar o nível mais alto de integridade e ética corporativa, servindo de referência para associados e parceiros. O documento, que está em sua terceira edição, foi atualizado em dezembro de 2014 e passou a incluir itens como a implementação do Canal de Integridade, para reportar comportamentos em desacordo com o Código, a criação da Comissão de Integridade, regras de combate à corrupção, normas de conduta digital e a obrigatoriedade da assinatura do Termo de Compromisso ao Código pelos associados do grupo Algar.

Está disponível para associados no canal da intranet e para fornecedores e demais públicos no link abaixo:

Faça download do Código de Conduta do Grupo Algar (PDF): 

 CLIQUE AQUI